Servidora pública lança filme sobre adoção irregular de crianças na Bahia- Monte Santo

20121202-231632.jpg

A servidora pública Marta Torres decidiu conhecer a realidade da família de Monte Santo, que vive o drama de tentar retomar a posse dos cinco filhos adotados, pelo relato dos pais biológicos e de seus amigos. Fotógrafa amadora, pegou sua câmera semiprofissional e se hospedou na cidade, situada no noroeste baiano, entre os dias 27 e 28 de outubro. A viagem resultou no documentário “Ser-Tão Inocente: As Crianças de Monte Santo”, que lançou na quarta-feira (28), no Cine XIV, no Pelourinho, localizado no Centro Histórico de Salvador.
Apesar de atuar como defensora pública da Bahia, Marta ressalta que resolveu ir ao local no papel de “cidadã” e usou como método não ter acesso às notícias sobre o caso para evitar uma opinião preconcebida antes das filmagens.
“Deixei contarem como eu acho que todo mundo quer saber. Como é que aconteceu, como é a vida deles, como as crianças eram tratadas, se são felizes. A sensação que tive é que a gente é pobre e eles são ricos. As crianças vivem felizes, correm na rua descalças, sorrindo, brincando. Você não vê criança obesa, estressada ou depressiva. Uma vida boa, não é ruim, não”, relatou.
A produção foi finalizada com apoio voluntário de amigos, entre eles, o cantor e compositor Dão, que é a voz de parte da trilha sonora, além do poeta Robério César Camilo, do cordelista Osmar Simões, da banda Sertanília, do músido Anderson Cunha, entre editores de vídeo e áudio. Marta conta que, no vídeo, a história é construída através de relatos dos pais, vizinhos e de uma prima das crianças. “Foi tudo muito natural. Eles respondiam o que eu ia perguntando. Esse caso está aí desde o ano passado, mas a decisão da Justiça foi realmente muito lenta para uma injustiça tão rápida”, opina ela, que inicialmente pretendia retratar a situação sob o ponto de vista jurídico. O making off do documentário pode ser acessado pelo Youtube.
O casal Silvânia e Gerôncio, pais das crianças, contaram que elas foram retiradas de casa em junho de 2011, pela polícia, após ordem do juiz Vítor Manoel Xavier Bizerra, que na época atuava em Monte Santo. Dos cinco filhos do casal, dois mais velhos foram levados para Campinas. Os outros foram para Indaiatuba, cidade vizinha, ambas em São Paulo.
Fonte G1

Related posts

Show RENAN & JORDÃO em Elias Fausto 

 Show & Jordão em Elias Fausto sábado dia 22/08/2015 

CAMAROTES FAICI 2013

Camarotes Brahma e VIP Fusion e Camarotes Corporativos FAICI 2013 Três espaços exclusivos na...

Leave a Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.




Top